Volta às aulas: especialista orienta como preparar os filhos para o novo ano letivo

by Voz Comunicação

Com o retorno às aulas, os alunos se veem diante de uma mistura de emoções que inclui desde a empolgação até a ansiedade pelo recomeço do ano letivo. Segundo a especialista em educação e coordenadora dos cursos de Licenciaturas da Faculdade Nova Roma, em Caruaru, Vanessa Alves, para amenizar essa ansiedade e voltar a regularizar a rotina, a família deve,  dias antes de iniciar as aulas, orientar os filhos quanto à importância de retomar os horários regulares para dormir, para realizar as refeições e para acordar, tendo em vista que as crianças estão vindo do período de férias e passam por mudanças nessa rotina.

“As crianças estão retornando de um longo período de férias, mesmo que não tenham viajado, elas dedicaram um bom tempo desse recesso para outras atividades que se distanciam das atividades escolares. Nessa nova rotina, é importante que os pais ofereçam opções para que os filhos retornem paulatinamente os hábitos escolares. Também é interessante os pais buscarem reforçar os laços de amizades que os filhos tinham no ano letivo passado, sabemos que as relações pessoais são motivadas pelas afinidades, pelo carinho e respeito, essas podem auxiliar para superar os desestímulos”, sugere a especialista, Vanessa Alves.

Um dos grandes obstáculos que o retorno às aulas traz é o sono regular para os que têm aulas no período da manhã. “Para os alunos do turno da manhã, o movimento de estabelecer uma rotina uma semana antes de iniciar as aulas é de extrema importância. Esses novos hábitos fazem com que a criança vá se adaptando à rotina que está por vir. Sabemos que, de início, as crianças tendem a resistir, o metabolismo precisa se acostumar com os novos horários, para isso é indicado que os pais estabeleçam um horário para os filhos desligarem os aparelhos eletrônicos, por exemplo”, orienta.

Segundo dados do Instituto do Sono, estudos indicam que um percentual de 60% das pessoas pode ser dependente do celular; essa dependência pode estar relacionada a alguns fatores como ausência de sono, isolamento social, entre tantos outros. “Uma alternativa para diminuir o uso nas crianças é realizar antes de dormir leituras com livros infantis, no caso dos menores, para as crianças relaxarem. Outra orientação é ir para a cama cedo, retomando o horário do sono saudável”, alerta Vanessa Alves.

Para os maiores, que este ano ingressam no último ano do Ensino Médio, de acordo com a especialista, é necessário que já comecem o ano pensando numa rotina de estudos, articulando com momentos de descanso. “Sim, o descanso é muito importante. Passar muitas horas estudando sem um descanso pode desenvolver nesse jovem distúrbios que prejudiquem a saúde. Precisamos entender que um bom resultado nas avaliações é consequência de um projeto de estudos; dificilmente uma nota alta vai surgir do dia para a noite. Torna-se necessário dedicar horas diárias e esquematizar um roteiro de estudos”, sugere.

 

Related Posts

Leave a Comment