Yduqs se junta ao Pacto Global da ONU no Brasil e lança o Educa2030, para promover educação inclusiva, equitativa e de qualidade

Objetivo é endereçar temas importantes da educação no país, como melhorar a escolaridade da população, a inserção produtiva de jovens e ter mais mulheres em carreiras nas áreas de tecnologia, engenharia, ciências e matemática

by Voz Comunicação

O Pacto Global da ONU no Brasil anunciou no dia 29/11, durante o 12º Fórum Global de Direitos Humanos, em Genebra, o lançamento do Movimento Educa2030, o 10º da estratégia Ambição 2030, criada para acelerar a Agenda 2030 da ONU, fazendo com que as organizações assumam compromissos públicos em metas ousadas e mensuráveis. O Movimento tem como objetivo engajar as empresas a se comprometerem com metas ambiciosas para o avanço da educação no Brasil, com foco no aumento da escolaridade da população, na inclusão produtiva de jovens e no aumento de mulheres em carreiras STEM (agrupamento de disciplinas educacionais em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática). Os grupos Yduqs e Globo são embaixadoras do movimento, que tem como parceiros a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), a OIT (Organização Internacional do Trabalho) e o Ministério do Trabalho e Emprego.

 

“Queremos multiplicar, em nosso país, a transformação a que assistimos diariamente em nossas instituições de ensino, que é a educação gerando poder de autodeterminação, inclusão e cidadania”, diz Cláudia Romano, vice-presidente e head de ESG da Yduqs e presidente do Instituto Yduqs, organização que também irá atuar para trazer novas empresas para a agenda Educa 2030.

 

“Nada poderia dialogar tão diretamente com a história e com a visão da Yduqs quanto essa agenda proposta pelo Pacto Global no Brasil, com quem temos uma parceria de muitos anos e um alinhamento muito forte, dado que nossas estratégia e metas ESG são baseadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que eles disseminam e promovem no país. Vamos trabalhar juntos por uma mobilização ampla, nacional, para derrubar as barreiras que persistem entre milhões de pessoas e um futuro mais justo, solidário e diverso para nossa sociedade”, complementa Cláudia.

 

“O Educa2030 veio para contribuir com a promoção da universalização de uma educação diversa e alinhada à Agenda 2030 e de Direitos Humanos”, afirma Carlo Pereira, CEO do Pacto Global da ONU no Brasil, que completa. “As empresas desempenham um papel fundamental em nossa sociedade e possuem uma responsabilidade significativa na promoção da educação, tanto ao considerar a estrutura de seus profissionais e negócios quanto ao impacto em seu entorno. Esta é uma pauta indispensável para o desenvolvimento industrial e o crescimento econômico do país”.

 

Os principais pilares deste movimento são a Escolaridade (possibilitar que os funcionários da empresa elevem sua escolaridade, oferecendo oportunidades facilitadas de conclusão do ensino médio, por exemplo, sobretudo entre grupos subrepresentados, como pessoas negras, mulheres e PCD, considerando operações e cadeia de valor); a Inclusão Produtiva (promover a inclusão produtiva de jovens de 14 a 29 anos, com foco na Lei da Aprendizagem); e Mulheres no STEM (impulsionar o desenvolvimento de mulheres em carreiras STEM).

 

Ao aderir ao Movimento Educa2030, as empresas devem optar por um ou mais dos seguintes compromissos, a serem atingidos até 2030:

 

  1. Opção A: Oferecer a todos os funcionários da organização que não possuem Ensino Médio ou Técnico a possibilidade de concluí-lo até 2030 ou

Opção B: Oferecer a todos os funcionários da organização e terceiros que não possuem Ensino Médio ou Técnico a possibilidade de concluí-lo até 2030 ou

Opção C: Meta de 30% de funcionários(as) da organização com Ensino Superior concluído até 2030;

  1. Atingir a cota legal de Aprendiz até 2030, considerando a inclusão da diversidade, e formar todos os jovens em desenvolvimento sustentável;
  2. Oferecer desenvolvimento profissional para mulheres, e todas as suas interseccionalidades, em carreira STEM, seja em suas atividades finalísticas ou de suporte.

 

Recentemente, a Yduqs aderiu também aos movimentos “Raça é prioridade” e “Elas lideram”, ambos ligados à estratégia Ambição 2030, do Pacto Global da ONU.

 

Sobre o Pacto Global da ONU

Como uma iniciativa especial do Secretário-Geral da ONU, o Pacto Global das Nações Unidas é uma convocação para que as empresas de todo o mundo alinhem suas operações e estratégias a dez princípios universais nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção. Lançado em 2000, o Pacto Global orienta e apoia a comunidade empresarial global no avanço das metas e valores da ONU por meio de práticas corporativas responsáveis. Com mais de 21 mil participantes distribuídos em 65 redes locais, reúne 18 mil empresas e 3.800 organizações não-empresariais baseadas em 101 países, sendo a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, com abrangência e engajamento em 162 países. Para mais informações, siga @globalcompact nas mídias sociais e visite o website.

 

Pacto Global da ONU no Brasil

O Pacto Global da ONU no Brasil foi criado em 2003, e hoje é a segunda maior rede local do mundo, com mais de 1.900 participantes. Os mais de 50 projetos conduzidos no país abrangem, principalmente, os temas: Água e Saneamento, Alimentos e Agricultura, Energia e Clima, Direitos Humanos e Trabalho, Anticorrupção, Engajamento e Comunicação. Para mais informações, siga @pactoglobalbr nas mídias sociais e visite o website.

 

Sobre a Yduqs

A Yduqs é um dos maiores grupos de educação superior no Brasil, presente em todo o território nacional e com mais de 1,4 milhão de alunos. Foi reconhecida, em outubro de 2023, pela MSCI – autoridade global na avaliação de práticas de sustentabilidade corporativa – com recente elevação de sua classificação para “AA”, tornando-se o único grupo de educação da América Latina classificado como “ESG leader”. É uma das organizações que mais inova e cresce no país, por meio da expansão orgânica e pelo ingresso de novas instituições e negócios. Isso cria um ambiente interno incrivelmente dinâmico, com mais de 16 mil colaboradores, orientado à inovação. Suas principais instituições de ensino são Ibmec, Estácio, Damásio Educacional e Wyden. Também compõem o portfólio da Yduqs o IDOMED, que reúne 17 escolas de Medicina em todo o país, e as edtechs grupoQ, Hardwork Medicina e EnsineMe, unidade de metodologia, conteúdo e plataformas digitais. Em 2021, foi criado o Instituto Yduqs, que congrega e potencializa todas as ações de promoção social das marcas do grupo de ensino.

 

 

Related Posts

Leave a Comment